Sumário

Preços das commodities e sua influência sobre a economia

Commodities (significa mercadoria em inglês) pode ser definido como mercadorias, principalmente minérios e géneros agrícolas, que são produzidos em larga escala e comercializados em nível mundial. As commodities são negociadas em bolsas mercadorias, portanto seus preços são definidos em nível global, pelo mercado internacional.

As commodities são produzidas por diferentes produtores e possuem características uniformes. Geralmente, são produtos que podem ser estocados por um determinado período de tempo sem que haja perda de qualidade. As commodities também se caracterizam por não ter passado por processo industrial, ou seja, são geralmente matérias-primas.

Classificação das commodities

Commodities agrícolas: soja, suco de laranja congelado, trigo, algodão, borracha, café, etc.

Commodities minerais: minério de ferro, alumínio, petróleo, ouro, níquel, prata, etc.

Commodities financeiras: moedas negociadas em vários mercados, títulos públicos de governos federais, etc.

Commodities ambientais: créditos de carbono

Esses produtos, em grande parte, influenciam o comportamento de determinados sectores económicos ou até da economia como um todo. Isso significa que as oscilações em seus preços influenciam outras actividades, como a industrial e também o comércio, que contarão com matérias-primas mais caras ou mais baratas para a produção e comercialização de suas mercadorias. Um exemplo disso foram as altas sucessivas do petróleo nos anos 1970 motivadas por razões políticas e que geraram uma profunda crise estrutural no cerne do sistema capitalista.

Quando uma determinada matéria-prima ou mercadoria é considerada como uma commoditie, ela passa a ter o seu preço gerido não pelo valor estipulado na produção, mas sim pela sua cotação no mercado, geralmente nas grandes bolsas de valores. Assim, se o preço do algodão elevar-se no mercado externo por escassez na produção mundial, o Brasil, por exemplo, mesmo que o produza muito, verá os seus preços elevados, principalmente para a exportação.

Consequentemente, o mercado interno, nesse caso, também será afectado, pois a maioria dos produtores preferirá exportar, provocando uma alta nos preços internos conforme a menor oferta do produto.

O Brasil é um grande produtor e exportador de commodities. As principais commodities produzidas e exportadas são: petróleo, café, suco de laranja, minério de ferro, soja e alumínio. Se por um lado o país se beneficia do comércio destas mercadorias, por outro o torna dependente dos preços estabelecidos internacionalmente. Quando há alta demanda internacional, os preços sobem e as empresas produtoras lucram muito.

Porém, num quadro de recessão mundial, as commodities se desvalorizam, prejudicando os lucros das empresas e o valor de suas acções negociadas em bolsa de valores.

Referências bibliográficas

GIRMAN, Lawrence J. Princípios de Administração Financeira. 10ªEd., São Paulo: Pearson Education, 2004.

Instituto Educacional BM &FBovespa. Introdução e Gestão de Risco. S/D.

Intesa Sanpaolo SA. Sumário das Políticas, Procedimentos e Estrutura de Gerenciamento do Risco de Mercado. 2015.

NETO, Alexandre Assaf. Matemática Financeira e Suas Aplicações. 12ªEd., São Paulo: Atlas, 2012.

VASCONCELLOS, Marco António S. Economia Micro e Macro. 4ª. Ed, São Paulo : Atlas, S/A

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
FILTRAR

SERVIÇOS

Assessoria Fiscal

Assessoria Contabil

Relações Públicas

Estudos de Mercado

Consultoria Empresarial

Consultoria Académica

Despachos aduaneiros

CAPACIDADES

Gestão estratégica

Gestão de pessoal

Inovação e transformação

Pesquisa & desenvolvimento

Digitalização

Gestão de risco

Gestão de qualidade

Fique por dentro das novidades